Bala perdida

O tiro passou raspando a sobrancelha, esvaziando a alma e enchendo a cueca.

Anúncios

Quase-morte

Ao acordar, o médico lhe informou que quase morrera por causa do acidente. Agora, contudo, estava bem e sem riscos. Informou ainda que o rapaz era o único sobrevivente. Perdera toda sua família. Para ele, não estava bem. Passou o resto da vida quase morto.

Betta

Ao chegar em casa sua filha lhe esperava. Na mesa, o aquário e uma foto do peixe. A menina descobrira que eram peixes diferentes. Chorou e permitiu-se consolar pela mãe. A mãe explicou que o peixe morrera alguns dias atrás e ela, preocupada com a reação da filha, substituiu-o. Mais calma, a filha foi para o quarto levando consigo o aquário. A mãe sentou-se, pegou a foto da mesa e olhou-a com carinho. O peixe da foto tinha ido por água abaixo há mais de cinco anos. Muitos peixes foram depois dele. Por sinal, aquele não fora o primeiro.

Louças

Começava a escurecer e os três jovens caminhavam. Artur, o quarto do grupo, ficara cuidando do carro quebrado. A região era cheia de pequenos rios e cachoeiras. Em uma dessas cachoeiras eles foram passar a tarde e se banhar. Na volta, já perto das seis, o carro quebrou no meio de um carreador. O tempo do dia, nublado, agora começava a tomar ares de tempestade. Por isso, acreditavam que não havia carros ou carroças nos sítios que os cercavam. Continuar lendo