Relação

maaaos

Cada um tinha um estilo, uma letra. Ele, com sua mão esquerda, forçava a caneta contra o papel. A letra, de forma, era agressiva, inclinada à direita como quem busca o fim da página. Ela, destra, buscava os contornos da letra cursiva. Cada vogal e consoante eram como desenhos que buscavam na forma sua perfeição, era como se cada símbolo fosse sensível e vivo. Mestres em seus estilos, ele e ela, depararam-se com o desafio. A partir daquele momento tentariam escrever um história juntos. Com cuidados ele cobriu a mão dela com a sua. Ambos seguraram a mesma caneta. No começo, cada um puxou para o seu lado. Ele tentou deixá-la conduzir e a letra pareceu pesada. Ela fez o mesmo por ele e a letra pareceu fraca. Aos poucos, no entanto, um passou a entender a letra do outro, os motivos que a moviam. Para isso ambos cederam, ao mesmo tempo que o próprio estilo ficava mais forte. De repente, as letras transformaram palavras em uma bonita história. Mistério, paixão, drama, suspense e comédia. Ali há um pouco de cada. A letra é única. Não é dele ou dela. É como se uma terceira pessoa, com o melhor dos dois, esteja escrevendo. Escrevendo uma história que ambos desejam que não tenha fim.

Anúncios

Egoísta

imageaaa

“Como pode alguém ser tão egoísta?” ela pensava enquanto corria de um lado ao outro, protegendo as pessoas da chuva de pedras, e olhava o rapaz sentado admirando a chuva. Quando menos percebeu foi abraçada fortemente, puxada de lado. Ouviu as várias pedras, que batiam no corpo daquele que a abraçara, caírem no chão. Com a cabeça no peito de seu protetor, ergueu os olhos buscando agradecer. O mesmo rapaz de antes agora sorriu e disse “Posso parecer egoísta, mas alguém tinha cuidar de você”.