Espantalho

“Por que uma pessoa mata outra?”. Essa sempre foi uma pergunta difícil para André. Então ele não hesitava em fazer para todos seus alvos. Foi o que ele me explicou enquanto segurava a arma apontada para mim.

– O que você acha? – ele disse Continuar lendo

Anúncios

Vodca

Tenho a impressão que tudo começou com aquele copo de vodca. Continuar lendo

Louças

Começava a escurecer e os três jovens caminhavam. Artur, o quarto do grupo, ficara cuidando do carro quebrado. A região era cheia de pequenos rios e cachoeiras. Em uma dessas cachoeiras eles foram passar a tarde e se banhar. Na volta, já perto das seis, o carro quebrou no meio de um carreador. O tempo do dia, nublado, agora começava a tomar ares de tempestade. Por isso, acreditavam que não havia carros ou carroças nos sítios que os cercavam. Continuar lendo

Mentiroso

-1x-1 “As pequenas mentiras fazem o grande mentiroso”
William Shakespeare

Mentir era errado, sua mãe o ensinara. Pequeno, tentou seguir o conselho materno. Com o tempo, viu que uma mentirinha facilitava as coisas. Em pouco tempo mentia o tempo todo. Era gostoso e facilitava muito sua vida. Continuar lendo

Florescer

crepe-lorraine-azul-turquesa

Sentada na cama, Luana respondia a uma mensagem de texto de sua mãe. A mãe perguntava como ia seu dia e se a filha chegaria logo em casa. Era a segunda mensagem da mãe perguntando se algo estranho havia acontecido naquele dia. A menina negou, novamente, mas suspeitou que a mãe pudesse saber de algo sobre o que estava prestes a fazer. Continuar lendo