Banho de mangueira

Corria com o irmão, levava tombos na área da casa. Enchiam bexigas e as estouravam um no outro. O melhor era o banho de mangueira. O jeito de segurar, colocando o dedo na ponta, fazendo com que se tornasse um irrigador. Irrigador de risadas. Ainda poder molhar a mãe que passava de vestido, e que a partir daí começava a chingar, logo entrando na brincadeira. Mesmo após adulto, o menino sentava-se em uma cadeira de área e usava a mangueira apontada para o alto. Parte lembrando dos momentos gostosos, parte esperando os filhos para poder criar novos momentos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s