Glúten

Sentiu algo na mão. Ao olhar, viu uma mosca parada. Espantou-a e surgiram outras duas. A cada momento, mais moscas o envolviam. Sentiu uma fisgada na canela e ao olhar descobriu estar preso por um número gigantesco de formigas. Não conseguia se mover. Tentou gritar, mas apenas grilos saíram de sua boca. Uma dor nas costas fez com que tirasse a camiseta. Nela, ainda presas, algumas sanguessugas que estavam em suas costas. Sozinho, não sabia o que fazer. O desespero era banhado por um gosto de trigo em sua boca. Fechou os olhos e se entregou. Então, acordou. Com medo, nunca mais conseguiu dormir. Nem comer pão. Dizia ter alergia a glúten.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s