Asas

De repente, nasceram asas em suas costas. Ele as sentia. Com um pensamento ganhou altura. Mas voando, só ele. Nunca conseguiu explicar por que voar não era “tão legal assim”. Mas não era.

Anúncios

Um comentário em “Asas

  1. Angela disse:

    Há pessoas que ainda não se libertaram do útero materno. Nada tem graça quando estão sós. Argh!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s